Portuguese Bíblia Livre BLV
You can not select more than 25 topics Topics must start with a letter or number, can include dashes ('-') and can be up to 35 characters long.

168 lines
14 KiB

  1. \id 1PE
  2. \ide UTF-8
  3. \sts Bíblia Livre - Nestle 1904
  4. \h 1 Pedro
  5. \toc1 Primeira Carta Universal de Pedro
  6. \toc2 1 Pedro
  7. \toc3 1pe
  8. \mt1 Primeira Carta Universal de Pedro
  9. \s5
  10. \c 1
  11. \p
  12. \v 1 Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos forasteiros que estão espalhados em Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia,
  13. \v 2 escolhidos segundo o pré-conhecimento de Deus Pai, por meio da santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo. Que a graça e a paz vos sejam multiplicadas.
  14. \s5
  15. \v 3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Segundo sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.
  16. \v 4 E o resultado disso é uma herança incorruptível, incontaminável, e que não pode ser enfraquecida. Ela está guardada nos céus para vós,
  17. \v 5 que pela fé estais guardados no poder de Deus para a salvação, pronta para se revelar no último tempo.
  18. \s5
  19. \v 6 Nisso vos alegrais, ainda que agora seja necessário que estejais por um pouco de tempo entristecidos com várias provações,
  20. \v 7 para que a prova de vossa fé, muito mais preciosa que o ouro que perece (mesmo sendo provado pelo fogo), seja achada em louvor, glória, e honra, na revelação de Jesus Cristo.
  21. \s5
  22. \v 8 A ele, sem terdes visto, vós o amais. Ainda que não estejais o vendo agora, mas crendo nele, vós estais alegres com júbilo indescritível e glorioso.
  23. \v 9 Assim estais alcançando o resultado da fé: a salvação das vossas almas.
  24. \v 10 Dessa salvação os profetas que profetizaram a respeito da graça direcionada a vós procuraram entender, e com empenho investigaram,
  25. \s5
  26. \v 11 procurando saber qual era o tempo ou ocasião que o Espírito de Cristo dentro deles indicava, quando dava prévio testemunho dos sofrimentos de Cristo e das glórias seguintes.
  27. \v 12 A eles foi revelado que não foi para eles mesmos, mas sim para vós, que eles prestaram serviço com estas coisas. E agora, elas vos foram anunciadas pelos que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o Evangelho. Tais coisas os anjos desejam atentamente observar.
  28. \s5
  29. \v 13 Portanto, preparai as vossas mentes, sede sóbrios, e esperai completamente na graça que vos será trazida na revelação de Jesus Cristo.
  30. \v 14 E, como filhos obedientes, não vos conformeis com os maus desejos do passado, de quando éreis ignorantes.
  31. \s5
  32. \v 15 Ao contrário; assim como aquele que vos chamou é santo, sede vós também santos em todo o vosso comportamento.
  33. \v 16 Pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.
  34. \v 17 E, se vós chamais de Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, vivei em temor o tempo de vossa peregrinação;
  35. \s5
  36. \v 18 e sabei que não foi por coisas destrutíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso vão comportamento que recebestes de vossos pais,
  37. \v 19 mas sim pelo sangue precioso, como de um cordeiro sem falha e sem contaminação: o sangue de Cristo.
  38. \s5
  39. \v 20 Ele já era conhecido desde antes da fundação do mundo, mas foi manifesto no fim dos tempos por causa de vós,
  40. \v 21 que, por meio dele, credes em Deus, que o ressuscitou dos mortos e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estejam em Deus.
  41. \s5
  42. \v 22 Uma vez que purificastes vossas almas na obediência da verdade, para o sincero amor fraternal, amai-vos intensamente uns aos outros de coração,
  43. \v 23 visto que nascestes de novo, não de semente que perece, mas sim imperecível, pela viva palavra de Deus, que permanece.
  44. \s5
  45. \v 24 Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória como a flor da erva. A erva se seca, e a flor cai;
  46. \v 25 mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que foi evangelizada entre vós.
  47. \s5
  48. \c 2
  49. \v 1 Abandonai, portanto, toda malícia, toda enganação, fingimentos, invejas, e todas as falas maldosas,
  50. \v 2 e desejai ansiosamente, como bebês recém-nascidos, o leite da Palavra, não falsificado, para que por meio dele estejais crescendo para a salvação;
  51. \v 3 se, de fato, já experimentastes que o Senhor é bom.
  52. \s5
  53. \v 4 Aproximai-vos dele, que é uma pedra viva, rejeitada pelos seres humanos, mas escolhida e preciosa para Deus.
  54. \v 5 Também vós, como pedras vivas, sois edificados como casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por meio de Jesus Cristo.
  55. \s5
  56. \v 6 Pois também está contido na Escritura: Eis que eu ponho em Sião uma pedra principal de esquina, escolhida e preciosa. Quem nela crer de maneira nenhuma será envergonhado.
  57. \s5
  58. \v 7 Assim, para vós, que credes, ela é preciosa. Mas para os incrédulos: A pedra que os construtores rejeitaram, essa se tornou a principal de esquina,
  59. \v 8 assim como: pedra de tropeço, e pedra que leva à queda. Eles tropeçam na palavra por serem rebeldes. Para isso eles foram destinados.
  60. \s5
  61. \v 9 Mas vós sois a geração escolhida, o sacerdócio real, a nação santa, e o povo adquirido; a fim de que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
  62. \v 10 Antes, vós não éreis povo, mas agora sois povo de Deus. Antes, não havíeis recebido misericórdia, mas agora recebestes misericórdia.
  63. \s5
  64. \v 11 Amados, como a peregrinos e estrangeiros, eu vos peço que vos abstenhais dos desejos carnais, que batalham contra a alma,
  65. \v 12 e que tenhais um bom comportamento vosso entre os pagãos; para que, naquilo que de vós, como de malfeitores, falam mal, no dia da visitação glorifiquem a Deus por causa das vossas boas obras que virem.
  66. \s5
  67. \v 13 Sujeitai-vos a toda autoridade humana, por causa do Senhor; seja ao rei, como superior;
  68. \v 14 seja aos governantes, como enviados por ele, com o objetivo de castigar os malfeitores, e de conceder honra aos que fazem o bem.
  69. \v 15 Pois esta é a vontade de Deus, que, ao fazerdes o bem, caleis a ignorância dos homens tolos.
  70. \v 16 Comportai-vos como pessoas livres, mas não useis a liberdade como pretexto para a malícia. Em vez disso, sede como servos de Deus.
  71. \v 17 Honrai a todos: amai aos irmãos, temei a Deus, honrai ao rei.
  72. \s5
  73. \v 18 Servos, sujeitai-vos com todo temor aos vossos senhores, não somente aos bons e brandos, mas também aos que maltratam.
  74. \v 19 Pois coisa agradável é se alguém, por causa da consciência a respeito de Deus, experimente dores, sofrendo injustamente.
  75. \v 20 Afinal, que mérito há em suportar serdes espancados por cometerdes pecado? Contudo, se, quando fazeis o bem, sois afligidos e suportais, isso é a Deus.
  76. \s5
  77. \v 21 Pois para isto fostes chamados, porque também Cristo sofreu por vós, deixando-vos exemplo, para que sigais os seus passos.
  78. \v 22 Ele não cometeu pecado, nem engano foi achado em sua boca.
  79. \v 23 Quando o insultavam, ele não insultava de volta. Quando sofria, ele não ameaçava; em vez disso, entregava-se ao que julga de maneira justa.
  80. \s5
  81. \v 24 Ele levou nossos pecados em seu próprio corpo sobre o madeiro; para que nós, estando mortos para os pecados, vivamos para a justiça. Pela ferida dele fostes sarados.
  82. \v 25 Porque vós éreis como ovelhas desviadas do caminho; mas agora vós estais convertidos ao Pastor e Supervisor de vossas almas.
  83. \s5
  84. \c 3
  85. \v 1 Semelhantemente vós, esposas, estejais sujeitas aos próprios maridos, para que, ainda que alguns não obedeçam à Palavra, por meio do comportamento das esposas, sem palavra, sejam ganhos,
  86. \v 2 quando eles observarem o vosso comportamento puro e com temor.
  87. \s5
  88. \v 3 A vossa beleza não seja a exterior, como tranças de cabelos, joias de ouro, ou vestuário,
  89. \v 4 mas sim, a pessoa interior no coração, o embelezamento incorruptível de um espírito manso e tranquilo, que é precioso diante de Deus.
  90. \s5
  91. \v 5 Pois assim também se embelezavam antigamente as mulheres santas, que esperavam em Deus, e eram sujeitas aos seus maridos.
  92. \v 6 Dessa maneira Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe de senhor. Vós sois filhas dela se fizerdes o bem e não temerdes espanto algum.
  93. \s5
  94. \v 7 Semelhantemente vós maridos, convivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como a vaso mais fraco, como sendo elas e vós juntamente herdeiros da graça da vida; a fim de que as vossas orações não sejam impedidas.
  95. \s5
  96. \v 8 E por fim, sede todos de uma mesma mentalidade, compassivos, tenhais amor pelos irmãos, e sede misericordiosos e benevolentes.
  97. \v 9 Não retribuais o mal com mal, ou insulto com insulto; ao contrário, bendizei, pois para isto fostes chamados, para que herdeis a bênção.
  98. \s5
  99. \v 10 Pois: quem quer amar a vida e ver dias bons, refreie sua língua do mal, e que seus lábios não falem engano.
  100. \v 11 Afaste-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a.
  101. \v 12 Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e seus ouvidos atentos às suas orações; mas a face do Senhor é contra os que fazem o mal.
  102. \s5
  103. \v 13 E quem vos fará mal se fordes zelosos do bem?
  104. \v 14 Porém, mesmo se sofrerdes por causa da justiça, benditos sois. Não tenhais medo deles, nem vos perturbeis.
  105. \s5
  106. \v 15 Mas santificai a Cristo como Senhor em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e respeito a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós,
  107. \v 16 tendo uma boa consciência; para que, naquilo que sois malfalados, os que insultam o vosso bom comportamento em Cristo sejam envergonhados.
  108. \v 17 Pois é melhor que sofrais fazendo o bem, se assim a vontade de Deus quer, do que fazendo o mal.
  109. \s5
  110. \v 18 Porque também Cristo morreu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos; para que vos levasse a Deus. Ele estava, de fato, morto na carne, mas vivificado pelo Espírito,
  111. \v 19 no qual ele também foi pregar aos espíritos em prisão.
  112. \v 20 Estes são os que antigamente foram rebeldes, quando a paciência de Deus aguardava nos dias de Noé, enquanto era preparada a arca. Nela, poucas almas (isto é, oito) foram salvas por meio da água.
  113. \s5
  114. \v 21 Esta é uma representação do batismo, que agora também vos salva, não como remoção da sujeira do corpo, mas sim como o pedido de boa consciência a Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo.
  115. \v 22 Ele está à direita de Deus, depois de haver subido ao céu; e os anjos, as autoridades, e os poderes estão sob o seu comando.
  116. \s5
  117. \c 4
  118. \v 1 Visto que Cristo sofreu na carne, armai-vos também com o mesmo modo de pensar, pois quem sofreu na carne terminou com o pecado;
  119. \v 2 para que, no resto do tempo na carne, não viva mais segundo os maus desejos humanos, mas sim segundo a vontade de Deus.
  120. \s5
  121. \v 3 Pois já basta, no tempo passado, termos feito a vontade dos pagãos, e andado em promiscuidades, desejos maliciosos, bebedeiras, orgias, festas de embriaguez, e abomináveis idolatrias.
  122. \v 4 Como eles estranham vós não agirdes como eles, que correm em busca da extrema devassidão, por isso falam mal de vós.
  123. \v 5 Eles terão de prestar contas ao que está pronto para julgar os vivos e os mortos.
  124. \v 6 Pois por isso o evangelho também foi pregado aos mortos, para que, mesmo que tenham sido julgados na carne segundo os critérios humanos, vivam em espírito segundo os critérios de Deus.
  125. \s5
  126. \v 7 O fim de todas as coisas está próximo; portanto sede sóbrios, e vigiai em orações.
  127. \v 8 Acima de tudo, tende fervoroso amor uns para com os outros; porque o amor cobre uma multidão de pecados.
  128. \v 9 Proporcionai hospitalidade uns aos outros, sem murmurações.
  129. \s5
  130. \v 10 Cada um sirva aos outros segundo o dom que recebeu, como bons administradores da variada graça de Deus.
  131. \v 11 Se alguém fala, que seja como as palavras de Deus; se alguém serve, que sirva segundo a força que Deus dá; a fim de que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo. E a ele pertencem a glória e o poder para todo o sempre, Amém!
  132. \s5
  133. \v 12 Amados, não estranheis o fogo ardente que vem sobre vós para vos provar, como se algo estranho estivesse vos acontecendo.
  134. \v 13 Em vez disso, alegrai-vos em serdes participantes das aflições de Cristo; para que, também na revelação de sua glória vos alegreis com júbilo.
  135. \v 14 Se vós sois insultados por causa do nome de Cristo, benditos sois; porque o Espírito da glória e de Deus repousa sobre vós.
  136. \s5
  137. \v 15 Porém nenhum de vós sofra como homicida, ladrão, malfeitor, ou como alguém que se intromete em assuntos alheios;
  138. \v 16 Mas se sofre como cristão, não se envergonhe; ao contrário, glorifique a Deuscom esse nome;
  139. \s5
  140. \v 17 Pois já é tempo do julgamento começar pela casa de Deus; e se é primeiro conosco, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao Evangelho de Deus?
  141. \v 18 E se o justo se salva com dificuldade, em que situação aparecerá o ímpio e pecador?
  142. \v 19 Portanto, os que sofrem segundo a vontade de Deus, confiem suas almas ao fiel Criador, fazendo o bem.
  143. \s5
  144. \c 5
  145. \v 1 Portanto, aos anciãos da igreja que estão entre vós, eu, que sou ancião como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da glória que se revelará, seriamente peço:
  146. \v 2 Pastoreai o rebanho de Deus que está entre vós, não por obrigação, mas sim voluntariamente, segundo a vontade de Deus; não por ganância, mas sim com sincera prontidão;
  147. \v 3 nem como que dominando os que estão aos vossos cuidados, mas sim como exemplos ao rebanho.
  148. \v 4 E quando o Pastor Principal aparecer, vós recebereis a indestrutível coroa da glória.
  149. \s5
  150. \v 5 Semelhantemente vós, jovens, sede sujeitos aos anciãos; e todos vós revesti-vos de humildade uns aos outros; pois: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
  151. \v 6 Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo adequado,
  152. \v 7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade; porque ele tem cuidado de vós.
  153. \s5
  154. \v 8 Sede sóbrios! Vigiai! O vosso adversário, o diabo, anda ao redor, rugindo como um leão, buscando a quem possa devorar.
  155. \v 9 Resisti a ele, firmes na fé; sabendo que as mesmas aflições acontecem com os vossos irmãos no mundo.
  156. \s5
  157. \v 10 E o Deus de toda graça, que vos chamou para a sua eterna glória em Cristo, depois de sofrerdes um pouco, ele vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará, e estabelecerá fundamento.
  158. \v 11 A ele seja o poder para todo o sempre. Amém!
  159. \s5
  160. \v 12 Por Silvano, vosso fiel irmão, como o considero, eu vos escrevi brevemente, exortando e dando testemunho de que esta é a verdadeira graça de Deus. Nela estai.
  161. \v 13 Saúda-vos a igreja escolhida convosco, que está na Babilônia, e também o meu filho Marcos.
  162. \v 14 Saudai-vos uns aos outros com beijo de amor. A paz seja com todos vós que estais em Cristo