Portuguese Bíblia Livre BLV
You can not select more than 25 topics Topics must start with a letter or number, can include dashes ('-') and can be up to 35 characters long.

159 lines
12 KiB

  1. \id PHP
  2. \ide UTF-8
  3. \sts Bíblia Livre - Nestle 1904
  4. \h Filipenses
  5. \toc1 Carta de Paulo aos Filipenses
  6. \toc2 Filipenses
  7. \toc3 php
  8. \mt1 Carta de Paulo aos Filipenses
  9. \s5
  10. \c 1
  11. \p
  12. \v 1 Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, que estão em Filipos, com os supervisores e servidores.
  13. \v 2 Haja convosco a graça e paz de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
  14. \s5
  15. \v 3 Agradeço ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós,
  16. \v 4 sempre em todas as minhas orações, com alegria, fazendo oração por todos vós,
  17. \v 5 por causa da vossa cooperação com o Evangelho desde o primeiro dia até agora.
  18. \v 6 E nisto tenho certeza: aquele que começou a boa obra em vós irá completá-la até o dia de Cristo Jesus.
  19. \s5
  20. \v 7 Para mim é justo eu sentir isso de todos vós, pois vos tenho no coração, porque todos vós sois participantes comigo da graça, tanto nas minhas prisões, como na defesa e confirmação do Evangelho.
  21. \v 8 Pois Deus é minha testemunha de como sinto saudades de todos vós, com o afeto de Jesus Cristo.
  22. \s5
  23. \v 9 E isto oro: que o vosso amor seja mais e mais abundante em conhecimento e em toda percepção,
  24. \v 10 para que aproveis as melhores coisas, a fim de que sejais sinceros, sem ofensa, até o dia de Cristo;
  25. \v 11 cheios do fruto da justiça, que, por meio de Jesus Cristo, é para glória e louvor a Deus.
  26. \s5
  27. \v 12 Mas quero, irmãos, que saibais que as coisas me aconteceram foram para o avanço do Evangelho,
  28. \v 13 de maneira que se tornou evidente a toda a guarda pretoriana, e a todos os demais, que as minhas prisões são em Cristo;
  29. \v 14 e que a maioria dos irmãos no Senhor, depois de ganharem confiança com as minhas prisões, ousam falar a Palavra de Deus muito mais, sem medo.
  30. \s5
  31. \v 15 É verdade que também alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, porém outros, também, de boa vontade.
  32. \v 16 Uns em verdade anunciam a Cristo por amor, sabendo que fui posto para a defesa do Evangelho.
  33. \v 17 Mas outros anunciam por rivalidade egoísta, não sinceramente, supondo que irão acrescentar aflição às minhas prisões.
  34. \s5
  35. \v 18 Que, pois? Contanto que de qualquer maneira, ou com fingimento, ou em verdade, Cristo seja anunciado; e nisto me alegro, e continuarei a me alegrar;
  36. \v 19 pois sei que isso me resultará em livramento pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo;
  37. \s5
  38. \v 20 conforme a minha intensa expectativa e esperança, de que em nada me envergonharei. Ao contrário, com toda a confiança, como sempre, assim também agora Cristo será engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.
  39. \v 21 Pois, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.
  40. \s5
  41. \v 22 Mas, se este viver na carne for o fruto do meu trabalho, então não sei o que prefiro,
  42. \v 23 pois estou pressionado por ambos os lados: tenho desejo de ser desligado, e estar com Cristo, o que é muito melhor;
  43. \v 24 entretanto, ficar na carne é mais necessário por causa de vós.
  44. \s5
  45. \v 25 E nisto confio e sei, que ficarei, e continuarei com todos vós, para que avanceis, e vos alegreis na fé;
  46. \v 26 a fim de que a vossa alegria em Cristo Jesus seja abundante, por causa de mim, através da minha presença, de volta, convosco.
  47. \v 27 Tão somente procedei de maneira digna do Evangelho de Cristo, para que, seja quando eu venha e vos veja, seja ausente, ouça a vosso respeito de que estais num mesmo espírito, com um mesmo ânimo, combatendo juntos pela fé do Evangelho;
  48. \s5
  49. \v 28 e que em nada vos amedronteis pelos adversários, o que para eles é, de fato, indício de perdição, mas para vós de salvação, e isso vem de Deus.
  50. \v 29 Pois vos foi dado gratuitamente, quanto a Cristo, não somente o crer nele, mas também o sofrer por ele,
  51. \v 30 de maneira que tendes o mesmo combate, que vistes em mim, e agora de mim ouvis.
  52. \s5
  53. \c 2
  54. \v 1 Portanto, se há alguma consolação em Cristo, se há algum conforto de amor, se há alguma comunhão do Espírito, se há afetos e compaixões,
  55. \v 2 completai a minha alegria: que penseis da mesma maneira, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de ânimo, tendo um mesmo modo de pensar.
  56. \s5
  57. \v 3 Nada façais por rivalidade egoísta nem por vanglória; ao contrário, por humildade cada um considere o outro superior a si mesmo.
  58. \v 4 Cada um não cuide somente do que é seu; mas cada um cuide também do que é dos outros.
  59. \s5
  60. \v 5 Isto seja, para que esteja em vós este modo de pensar, que também esteve em Cristo Jesus:
  61. \v 6 mesmo ele sendo em forma de Deus, não considerou a igualdade a Deus como algo para se obter vantagem;
  62. \v 7 Ao contrário, ele esvaziou a si mesmo, tomando a forma de servo, e se tornou semelhante aos homens;
  63. \v 8 e, quando se encontrava em forma humana, ele humilhou a si mesmo, sendo obediente até a morte, e morte de cruz.
  64. \s5
  65. \v 9 Por isso Deus também o exaltou supremamente, e lhe deu o nome que é acima de todo nome;
  66. \v 10 a fim de que no nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, na terra, e debaixo da terra,
  67. \v 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.
  68. \s5
  69. \v 12 Portanto, meus amados, assim como sempre obedecestes, não somente na minha presença, mas muito mais agora em minha ausência, assim exercei a vossa salvação com temor e tremor;
  70. \v 13 pois é Deus quem opera em vós tanto o querer como o agir, conforme a sua boa vontade.
  71. \s5
  72. \v 14 Fazei tudo sem murmurações nem brigas,
  73. \v 15 para que sejais irrepreensíveis e puros, filhos de Deus, inculpáveis no meio de uma geração corrupta e perversa, na qual brilhais como luminárias no mundo;
  74. \v 16 e mantende a palavra da vida, para que no dia de Cristo eu possa me orgulhar de que não tenho corrido nem trabalhado em vão.
  75. \s5
  76. \v 17 Mesmo se eu for derramado como oferta sobre o sacrifício e serviço vossa fé, alegro-me e contento-me com todos vós;
  77. \v 18 e, pelo mesmo motivo, alegrai-vos e contentai-vos comigo.
  78. \s5
  79. \v 19 Tenho esperança no Senhor Jesus de em breve vos enviar Timóteo, para que também eu me anime quando souber notícias de vós.
  80. \v 20 Pois não tenho ninguém de mesmo ânimo que se importe sinceramente convosco,
  81. \v 21 pois todos buscam as suas próprias coisas, e não as de Cristo Jesus.
  82. \s5
  83. \v 22 Mas vós sabeis a prova que ele passou, porque serviu comigo no Evangelho como um filho ao pai.
  84. \v 23 Assim, pois, espero enviá-lo, tão logo eu veja o que há de haver comigo.
  85. \v 24 Mas confio no Senhor de que também eu mesmo virei em breve.
  86. \s5
  87. \v 25 Julguei necessário, porém, enviar-vos Epafrodito, meu irmão, cooperador, e companheiro de batalha, mensageiro enviado por vós, e auxiliador naquilo que necessito;
  88. \v 26 porque ele tinha muitas saudades de todos vós, e estava muito angustiado por haverdes ouvido de que ele havia ficado doente.
  89. \v 27 E ele ficou mesmo doente, quase a morrer; mas o Deus dele teve misericórdia, não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse tristeza após tristeza.
  90. \s5
  91. \v 28 Por isso eu o enviei mais depressa, a fim de que, vendo-o de novo, alegrei-vos e eu fique menos triste.
  92. \v 29 Recebei-o, pois, no Senhor, com toda alegria; e honrai ao que são como ele;
  93. \v 30 pois, por causa da obra de Cristo, ele chegou perto da morte, arriscando a sua própria vida para suprir em meu benefício a falta do vosso serviço.
  94. \s5
  95. \c 3
  96. \v 1 No restante, meus irmãos, alegrai-vos no Senhor. Não me é incômodo escrever as mesmas coisas, e isso é para a vossa segurança.
  97. \v 2 Cuidado com os cães! Cuidado com os que operam o mal! Cuidado com a mutilação!
  98. \v 3 Pois a circuncisão somos nós, que servimos a Deus pelo Espírito, orgulhamo-nos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne.
  99. \s5
  100. \v 4 Embora eu também tenho como confiar na carne. Se outro alguém pensa que pode confiar na carne, ainda mais eu:
  101. \v 5 circuncidado ao oitavo dia, da descendência de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fariseu;
  102. \s5
  103. \v 6 segundo o zelo, perseguidor da Igreja; segundo a justiça que há na lei, irrepreensível.
  104. \v 7 Mas o que para mim era ganho considerei como perda, por causa de Cristo.
  105. \s5
  106. \v 8 E, na verdade, considero também todas as coisas como perda, por causa da superioridade de conhecer a Cristo Jesus, meu Senhor. Por ele aceitei perder todas essas coisas, e as considero como dejetos, a fim de que eu possa ganhar a Cristo;
  107. \v 9 e que eu seja achado nele, não tendo a minha justiça proveniente da Lei, mas sim a que é pela fé em Cristo, a justiça da parte de Deus pela fé;
  108. \v 10 para eu conhecer a ele, assim como o poder de sua ressurreição e a comunhão em seus sofrimentos, tornando-me conforme a ele em sua morte;
  109. \v 11 para que, de alguma maneira, eu alcance a ressurreição dos mortos.
  110. \s5
  111. \v 12 Não que eu já a tenha obtido, ou que já seja perfeito; mas sigo a fim de alcançar aquilo para o qual eu também fui alcançado por Cristo Jesus.
  112. \v 13 Irmãos, não considero como se já tivesse a obtido; mas uma coisa faço: esqueço as coisas que ficam para trás, e avanço para as que estão adiante,
  113. \v 14 e assim persigo o alvo, rumo ao prêmio do chamado de cima, de Deus em Cristo Jesus.
  114. \s5
  115. \v 15 Por isso, todos nós que somos maduros, tenhamos essa mesma mentalidade; e se em algo pensais de maneira diferente, Deus também vos revelará isso.
  116. \v 16 Porém andemos conforme aquilo a que já chegamos.
  117. \s5
  118. \v 17 Irmãos, sede meus imitadores, e, assim como nos tendes por exemplo, observai os que andam dessa maneira;
  119. \v 18 pois, como muitas vezes eu vos disse, e agora também digo chorando, muitos andam como inimigos da cruz de Cristo.
  120. \v 19 O fim deles é a perdição. O Deus deles é o ventre, e têm orgulho do que deviam se envergonhar. Eles se importam mais com as coisas terrenas.
  121. \s5
  122. \v 20 Mas nós somos cidadãos dos céus, de onde também esperamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo.
  123. \v 21 Ele transformará o nosso degradante corpo, para que seja conforme o seu corpo glorioso, segundo a operação do seu poder de sujeitar para si todas as coisas.
  124. \s5
  125. \c 4
  126. \v 1 Portanto, meus amados e queridos irmãos, minha alegria e coroa, permanecei assim, firmes no Senhor, amados.
  127. \v 2 Rogo a Evódia e rogo a Síntique que tenham uma mesma mentalidade no Senhor.
  128. \v 3 Peço também de ti, verdadeiro companheiro, que ajude a essas que lutaram no Evangelho comigo, como também com Clemente, e com os demais cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida.
  129. \s5
  130. \v 4 Alegrai-vos sempre no Senhor. Volto a dizer: alegrai-vos.
  131. \v 5 A vossa bondade seja conhecida por todas as pessoas. Perto está o Senhor.
  132. \v 6 Não estejais ansiosos por coisa alguma; mas em tudo, por meio de orações e súplicas com ações de gratidão, sejam os vossos pedidos conhecidos por Deus;
  133. \v 7 e a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.
  134. \s5
  135. \v 8 No restante, meus irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algo digno de elogio, nisto pensai.
  136. \v 9 O que também aprendestes, recebestes, ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus da paz será convosco.
  137. \s5
  138. \v 10 Alegrei-me muito no Senhor de que finalmente voltastes a vos lembrardes de mim; aliás, já estáveis lembrando, porém não tínheis oportunidade.
  139. \v 11 Não digo isso por causa de alguma necessidade, pois já aprendi a contentar-me com o que tenho.
  140. \v 12 Sei estar humilhado, e sei ter em abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou instruído, tanto a estar farto, como a ter fome; tanto a ter em abundância, como a sofrer necessidade.
  141. \v 13 Posso todas as coisas naquele que me fortalece.
  142. \s5
  143. \v 14 Todavia, fizestes bem em compartilhardes da minha aflição.
  144. \v 15 E também vós, filipenses, sabeis que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja compartilhou comigo no dar e no receber, a não ser vós somente;
  145. \v 16 pois até em Tessalônica por uma e duas vezes me enviastes o que eu necessitava.
  146. \v 17 Não que eu busque doações, mas busco o fruto que aumente o crédito de vossa conta.
  147. \s5
  148. \v 18 Mas de tudo tenho recebido, e tenho em abundância; estou plenamente abastecido, depois que recebi de Epafrodito o que de vossa parte me foi enviado, como cheiro suave, e sacrifício aceitável e agradável a Deus.
  149. \v 19 E meu Deus suprirá todas a vossas necessidades segundo as suas riquezas em glória em Cristo Jesus.
  150. \v 20 Ao nosso Deus e Pai seja a glória para todo o sempre, Amém!
  151. \s5
  152. \v 21 Saudai a todos os santos em Cristo Jesus. Os irmãos que estão comigo vos saúdam.
  153. \v 22 Todos os santos vos saúdam, mas principalmente os da casa de César.
  154. \v 23 A graça do Senhor Jesus Cristo esteja com o vosso espírito.